O Pedal’Açores em números (p.1)

Cá estou eu no 18º dia da minha aventura e no trajecto da Graciosa para Santa Maria estou a fazer um “pit-stop” em casa. Entre outras coisas também foi tempo para fazer um pequeno balanço e destacar algumas curiosidades nesta jornada pelos Açores a pedalar.

No dia 22 de agosto parto para o Grupo Oriental e depois de percorrer Santa Maria estarei em São Miguel à partir do dia 25 de agosto. Uma vez que estou em casa é quase certo que vou aproveitar amanhã para fazer a volta aqui pela Terceira mas a minha companheira de 2 rodas pede uma manutenção e tudo vai depender do diagnóstico do “doutor” da oficina. Ela foi uma campeã durante estes dias todos e não me deixou na mão comportando-se lindamente, mas está fazendo um “cloc-cloc” estranho e tem que ser diagnosticado.

Também hoje foi dia de entrevista com a RTP Açores e toda a equipa do Pedal’Açores foi dar uma voltinha por Angra do Heroísmo, a nossa cidade património da UNESCO.

Vamos lá aos números:

52 horas e 28 minutos de pedaladas;

629 quilómetros percorridos de bicicleta;

10 parques de campismo;

541 milhas náuticas;

15.483 metros de ascenção a pedalar;

1.263 metros de ascenção a caminhar;

11 turistas a conhecer os Açores a pedalar;

10 nacionalidades;

3 barcos diferentes;

2 calços de travões;

0 pneus furados;

2 entrevistas;

Muitos pacotinhos de massa instantânea e barrinhas energéticas;

Centenas de golfinhos;

Dezenas de ciclistas Açoreanos/as de todas as idades;

Muita gente feliz!

Ainda não acabou e mais surpresas nos aguardam durante as próximas pedaladas.

Ficam aqui algumas boas recordações…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Faial: 100 km e uma bicicleta cor-de-rosa

20130805661_A_Fotor20130805654_Fotor20130805660_A_Fotor20130805656_A_Fotor20130805658_A_Fotor

Chego ao Faial logo pela manhã, o canal estava parado e as ilhas do triângulo estavam encobertas. Aproveitei e fui logo ao Monte da Guia. Depois de umas voltinhas pela Horta, encontrei no quiosque da ART um sistema de aluguer de bicicletas elétricas muito interessante. A Laura esteve a contar-me sobre este sistema, lançado este mês, em que se paga uma caução de 30€ pelo dia todo com direito a um pequeno guia com percursos temáticos.

Comecei a minha volta pela ilha e ao passar na Ribeirinha, pelas 13h30, chego aos 100 km! Os primeiros 100 km, que venham mais outros! Aproveitei para comer um lanche no “Bico Doce” ao som dos tradicionais bailinhos que tocavam na rádio.

Pelo caminho parei na casa do povo dos Cedros onde vi uma bicicleta cor-de-rosa, da Nicole, irmã do Nuno que também tem uma bicicleta. Falei com o Sr. Carlos que tem 2 bicicletas mas que agora por causa de problemas de saúde já não pode andar como andava antes. Continuar a ler