A bicicleta do Duarte

Um dia desses, em conversa com amigos, descobri que o símbolo do Benfica(1), por razões históricas, tem uma roda de bicicleta. Coisa que nunca tinha notado. Agora olho e não vejo outra coisa. Isso fez-me lembrar do Duarte, um miúdo com os seus 10 ou 12 anos, que conheci nas Flores.
duarte_bike

Mesmo ao chegar na Fajã Grande – Ilha das Flores, no meu primeiro dia de viagem, deparei-me com uma bicicleta fantástica, toda azul e como não podia deixar de ser, parei para fotografá-la e foi aí que conheci o Duarte. Ele estava ali, a ajudar o seu pai e o tio a trabalhar a terra. Lembro-me dele dizer, com muita certeza, de que o clima da fajã era bom para o cultivo. Durante a nossa pequena conversa eu percebi que aquela era uma atividade que fazia parte do seu dia-a-dia. Ajudar o pai a trabalhar a terra.

Disse a ele que a sua bicicleta era muito bonita mas ele, benfiquista, me disse que preferia que fosse vermelha. “Era a tinta que havia…” confessou com um ar desconsolado.

O Duarte não sabe a sorte que tem, apesar da falta de tinta vermelha, à sua volta há tanta beleza e abundância que ele nem se dá conta. Naquele pedacinho de terra, no extremo da Europa, no meio do Atlântico a terra estava a fornecer alimento para a sua família. Não é coisa que uma lata de tinta pode proporcionar e é uma riqueza invejada por muitos.

O Duarte é um afortunado.

1 – Sport Lisboa e Benfica na Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sport_Lisboa_e_Benfica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s